quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Conferência na Universidade do Minho

No próximo dia 27 o nosso Membro Walter Gameiro estará na Universidade do Minho para divulgar e debater as questões em torno da 1ª viagem de Colon às Américas, nomeadamente sobre quais as ilhas efectivamente alcançadas. 
Qual a ilha de Guanahani a que Colon chamou S. Salvador?
Seria a ilha de Watling ou alguma outra, de entre as 10 candidatas?
Samuel Elliot Morison estava certo ou errado quanto a este aspecto?
E quanto a outros aspectos que transmitiu no seu livro, considerado uma referência?

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

12 Outubro

No próximo dia 12 de Outubro cumprem-se 525 anos sobre a data da chegada de Cristóvão Colon às Américas.
A Associação Cristóvão Colon assinala a efeméride com uma Conferência pelo experiente navegador Luso-Americano Walter Gameiro, Membro da ACC.
Walter Gameiro experienciou as três hipóteses existentes sobre qual o roteiro e quais as ilhas que Colon alcançou e confrontou-as com o Diário de Bordo do Almirante.
Qual a ilha a que os indígenas chamavam de Guanahani?
Será que todo o trajecto seguido pelo Almirante não foi aquele que ficou registado?
Porquê mais estes mistérios?





domingo, 21 de maio de 2017

Novo Centro Cristóvão Colon

Algumas imagens do novo Centro Cristóvão Colon na vila de Cuba, inaugurado em 20 de Maio de 2017.












sexta-feira, 31 de março de 2017

O Asseretto debatido na Academia da História

A Conferência «Colombo no documento Asseretto» pelo Presidente da Associação Cristóvão Colon, Engº Carlos Calado, que preencheu a sessão do passado dia 22 de Março na Academia Portuguesa da História constituiu mais um marco na desmontagem da versão oficial (?)* da História, segundo a qual o Almirante Cristóvão Colon seria a mesma pessoa que o tecelão genovês Cristoforo Colombo.

* De facto devemos questionar-nos se será mesmo a versão oficial ou é apenas a versão que se tem mantido à tona apenas por acomodação de quem não quer dar-se ao trabalho de aprofundar a investigação daquilo que pretende "sustentar" essa versão.

Perante as evidências que se extraem desse "documento", só existem dois caminhos possíveis.
Ou se aceita que o escrito não é fiável e se conclui que o Cristoforo Colombo que nele consta nada tem que o relacione com o tecelão nem muito menos com o Almirante Colon ou então, apesar de tudo, apesar de todas as evidências, se aceita o documento como prova. E, neste caso, a única conclusão possível é a de que este Colombo também não poderia ser o Almirante.
Um enorme dilema para os genovistas: dois caminhos - o mesmo destino!





sexta-feira, 17 de março de 2017

Colombo no Documento Asseretto


Será que o chamado Documento Asseretto, um dos pilares da tese genovista, pode ser considerado fiável?

Sobre a sua validade foram suscitadas bastantes dúvidas :

- Tratava-se de folhas avulsas
- Apresentava vários tipos de caligrafia
- Cristoforo Colombo sem indicação de filiação e sem conhecer
     a sua idade exacta
- Colombo não seria um navegador

- Seria a minuta de uma acta sem quaisquer assinaturas

Estes aspectos, literalmente observados à lupa, serão abordados no próximo dia 22 às 15h na Conferência «Colombo no Documento Asseretto» pelo Engº Carlos Calado, na Academia Portuguesa da História